8 de fev de 2011

"De vez em quando eu vou ficar esperando você numa tarde cinzenta de inverno, bem no meio duma praça, então os meus braços não vão ser suficientes para abraçar você e a minha voz vai querer dizer tanta, mas tanta coisa que eu vou ficar calada um tempo enorme. só olhando você, sem dizer nada só olhando e pensando: "meu Deus, mas como você me dói de vez em quando..."
C.F.A

3 comentários:

  1. Incrivel como a gente se encontra nos textos de Caio. Somos todos pessoas diferentes, e mesmo assim quando lemos seus textos sempre nos identificamos.

    ResponderExcluir
  2. - É bem verdade, ele tem toda nossa medida, mesmo sendo nós, todos diferentes, Caio é o grande dos grandes autores.

    ResponderExcluir
  3. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Comente. E Que Seja Doce. (: