21 de jul de 2017

às julho 21, 2017 0 comentários
☑️Porque eu sou fiel aos meus sentimentos.Vou estar com você quando eu realmente quiser estar. Vou te ligar quando eu quiser falar com você.Porque eu não passo vontade.E nem vou passar vontade de você. Não vou fazer joguinho. Eu me entrego mesmo! Assim, na lata!


24 de abr de 2017

Pensando em você (Thinking Of You)

às abril 24, 2017 0 comentários
☑️A menina levantou-se. O dia ainda estava escuro. Lavou o rosto. Tomou café. Estava indisposta. Vestiu o que achou pela frente. 'Pra quê se arrumar?' Olhou no relógio: Estava Atrasada. Correu. O caminho de casa até a estação do metrô durou um século. Correu. Eram apenas duas quadras. Correu. Casacos tombavam nela. Pessoas. O metrô havia chegado. Apressou-se. 'Ufaa'. Olhou para o vagão que costumava tomar. Ainda tinha esperança. Olhou para o banco que costumava sentar. Vazio. Olhou-o por um longo período. 'Você deveria estar aqui'. Sentou. Olhou para os lados. Vazio. Sentiu-se só. 'Ele foi  mesmo embora'. Correu os olhos pelo vagão. De fato o trem havia chegado sem ele. Olhou pela janela. Ficou observando a cidade cinzenta. Desanimou-se. Escola. Sua cadeira estava vazia. 'Onde estarás?' Podia senti-lo dentro de si. Podia senti-lo em seus pensamentos. 'Oh, distância que mata'. A aula havia começado. Mas seu pensamento estava longe. 'Será que estarás pensando em mim?' O sino soou. 'Mas já?' Saiu sem falar com ninguém. Correu pra casa. Se jogou sobre os travesseiros. Não tinha fome. Chorou. Saudade... Num realçe olhou sobre sua mesinha. Um diário antigo. Folheou-o. Um pequeno pedaço de papel caiu de dentro. Tomou-o nas mãos. Era uma fotografia. O coração pulsou forte. Parecia que ele estava ali. 'Será que  você pensa em mim?' Passou a tarde sentada no parapeito da janela olhando pro nada. A tarde parecia  sem graça. Estudar era inútil porque a única cosa que conseguia pensar era nele. 'Queria dizer que te amo ... Pena que você não mais está aqui'.  Ligou o toca-fitas. A voz de Westlife invadiu o quarto: 

Uma certa vez eu estive apaixonada/E agora eu estou simplesmente desabando/Não há nada que eu possa fazer, é um eclipse total do coração /Durante algum tempo houve luz na minha vida/ E agora só há amor na escuridão/ Nada que eu possa dizer.

Lembrou-se de quando ele se foi. 'Razões pessoais' O táxi chegou e o levou embora. Ela havia ficado parada. Chovia. E então tudo acabou. Vazio. Solidão. 'Acaso pensarás em mim?' A estação estava vazia. Já estava cansada de ouvir suas próprias lágrimas. Nos contos de fadas Príncipes  e Princesas, matam o dragão e vivem felizes para sempre. No seu caso o Enorme Dragão levou seu coração embora... 'Parece que quem venceu foi a bruxa cruel... O que sonhamos será que se perdeu? Onde você estará agora? Algum dia você voltará?' Olhou o metrô que passava. Pessoas embarcavam e desembarcavam. Ela esperava. 'Eu sei que você nunca será quem eu sempre quis... Mas  você sempre será a pessoa que me aceita como eu sou...' O metrô das 7:30 havia chegado. Olhou. Um rapaz desceu dele. Vestia-se largado. Botas do TG. 'Seria ele?' Correu. De costas o vulto continuou a caminhar em direção a saída da estação. Correu. O vulto continuava a caminhar. Correu. Tocou-lhe o ombro. Ele virou-se. Era apenas um estranho. Desculpou-se.'Estaria ficando louca?'  O seu fone começou a tocar o refrão: Eu realmente preciso de você esta noite/ O para sempre começará hoje à noite.  'Começaria, mas você não está aqui'  Mais uma lágrima caiu. 'Essa saudade acabará?' ...
Texto: autoria própria

10 de abr de 2017

Dançando Sozinho

às abril 10, 2017 0 comentários
☑️É arrepiante quando você toca minha mão e me leva a um lugar que eu não imaginaria ou nem quisesse ir, e é onde você entende que seu poder sobre mim é mais forte do que todas as minhas vontades de me afastar. Quando você me puxa pra dançar sob as luzes das estrelas e me faz acreditar que ela é o nosso ritmo perfeito...

Garota, entenda que eu me sinto culpado por saber que não dançaremos juntos mais aquela música de novo e que as lembranças não estão fazendo mais efeito na minha pele e que tão em breve tudo será lembrança. Se você não fosse tão distante, tão estranha, dançaríamos o mesmo ritmo quantas vezes você quisesse.

Acontece que na ultima noite, você não teve a delicadeza de me olhar e perceber que eu me apaixonei por você garota, você está tão concentrada em ser fria e calada que perdeu a sensibilidade de caras como eu que realmente querem está com você. 

E se seus amores antigos não foram capazes de te transbordar em sua complexidade, então não feche os olhos para quem quem dançar a mesma música todos os dias com você. 

Garota, entenda que eu fico inseguro com toda sua indecisão, e ter que aceitar seu toque seco por culpa de outros amores, é uma troca injusta para mim, que queria sussurrar todos os dias sobre a sensação de está apaixonado por você.

Entendo que a possibilidade de você perceber isso possa ser tarde demais, me iludo quando encontro com o seu olhar e me engano achando que ele muda ao me ver, que seja um reflexo da minha louca paixão, embora isso tudo para você seja mais facial, pois você sabe fingir, acredite garota, enquanto nossa música está acabando os nossos momentos juntos também estão virando sombras cinzas e distantes, sei que não haverá nenhum conforto da sua parte e nem a possibilidade de se apaixonar por mim, então prefiro dançar essa música sozinho.   


Patrícia Brito

27 de mar de 2017

Está bem na cara que ele não presta, mas...

às março 27, 2017 0 comentários
☑️Ele pode até ser mau carácter, talvez! Foi assim que o descreveram para mim, e eu não o vejo assim. Eu sinto apenas o coração bater, e como bate rápido. Ele não tem residência, não tem ocupação, e eu nem me preocupei em saber de onde veio. Também, os olhos pareciam faróis iluminando minha vida até então sem graça, sem sentido, e eu não vi alternativa. Ele não tem futuro, não tem presente, mas seu passado é bem promíscuo, eu pude perceber, e mesmo assim me encantei. Éh, e eu que sou tão racional, mas nessa hora não deu pra raciocinar direito, talvez seja exatamente nesse instante que fazemos "merda", por uma falta de percepção, de ver algo que na verdade não queremos enxergar. Ele não tem altura, mas tem braços, pernas e boca. Talvez seja os olhos de tão famintos, que me deixaram assim! Não é amor, também nem sei se devo saber o que é ou não. Às vezes, raramente me pus a pensar como está sendo essa paixão, e lembro de uma trecho de Clarice Lispector que diz assim: "Gosto de um modo carinhoso do inacabado, do malfeito, daquilo que desajeitadamente tenta um pequeno vôo e cai sem graça no chão" É, às vezes acredito que a gente gosta mesmo é do que ouve, é do poder da palavra que no fundo, bem lá no íntimo é o que queremos ouvir. Não, não, e não! Ele não tem padrões, e nem altura suficiente para se mostrar, e mesmo assim eu gosto, e gosto muito. A gente não tem nada em comum, e acredito que não vai dar certo porque tudo começou errado. Ele é cafajeste, e talvez seja tudo isso que já me falaram, e mesmo assim eu ainda penso, e sinto sua falta. Talvez seja essa fragilidade tamanha de se apaixonar por alguém sem altura, mas que tem braços, corpo e desejo pra se mostrar, e pra chegar aqui, nem que seja com intuito de bagunçar uma vida. Porque às vezes, até mesmo o que parece estar errado serve como um sinal, um sacode pra percebermos que a vida passa, e que viver, é acreditar que nem tudo que parece ser, é um tremendo engano, e que tudo, não foi mais do que o destino dizendo: — Arrisque meu filho, amanhã pode ser tarde demais!
 Texto Bruno Razzec 

21 de mar de 2017

Não se APEGA, não!

às março 21, 2017 0 comentários
☑️As vezes, é muito difícil entender quando fazemos papel de boba. Entender quando esta sendo boba no momento que o carinha te trata mal por mensagem desnecessaria, e depois ele é muito fofo com você, chegando ao ponto da você se iludir de novo. Ou quando você manda mensagens carinhosas e ele só responde friamente e ainda por cima, no dia seguinte. Não, ele não foi legal, não pense que "tá tudo bem, ele ainda é prestativo", e mesmo sabendo que não merece, ele passa a te tratar com grosseria e você ainda tenta retribuir com gentileza. Ei, não se humilha não. É muito difícil desapegar de alguém que você idealizou que gosta, por que simplismente ele se encaixou em alguns dos critérios de "pessoa perfeita", nenhum desses critérios deve prevaleçer depois da forma que ele te trata, e pior ainda se for de uma maneira ruim. Qualquer relação por mais ínfima que seja deve ter no mínimo respeito, qualquer relacionamento deve ter como base o carinho mútuo. Não deixe que o pouco "bem" que ele te tratou uma única vez se sobressaia a forma grosseira que ele sempre te tratou, não deixe quue isso te iluda e te faça se humilhar. Quem ama você, gosta ou no mínimo quer estar com você, não vai se negar, não vai haver falta de espaço ou tempo, simplesmente não haverá desculpa, ele vai querer está com você. Então, se ele te deu todos oa sinais de que não quer, por que ainda tem que ae humilhar ou correr atrás? Você fez o seu papel, foi fofa quando tinha que ser, foi presente com ele, foi amável e esteve sempre disponível. Não se contente com quem te oferece o mínimo, não aceite migalhas. Relacionamento, qualquer ele que seja, tem que ser INTENSO mesmo que seja breve, tem que ser pra CARALHO. Você merece alguém que compartilhe das mesmas vontades suas, mesmo que você não queira um romance ou não esteja atrás do amor da sua vida, mas que tenha alguém que te trate com no mínimo RESPEITO. 

Autoria própria 

20 de fev de 2013

às fevereiro 20, 2013 0 comentários
☑️Tá faltando homem com pegada, homem que assuma seus afetos, homem que se apaixone, e que se dane to que os outros pensam.










19 de fev de 2013

às fevereiro 19, 2013 0 comentários
Queria ser um garoto, só pra mostrar como se trata uma garota. Eu não ia querer impressionar elas com meus músculos, eu ia ligar de manhã cedo pra faze-la acordar. Ia me importar com os sentimentos dela, e depois de cada briga, dizer o quanto eu tive medo de perde-lá pra sempre.
 

Risos e Amoresㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ ㅤㅤ ㅤㅤㅤㅤ Copyright © 2012 Design by Amanda Inácio Vinte e poucos